quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Superficial

Levei um susto hoje. Fui ao banheiro aqui do meu trabalho e ao me olhar no espelho observei algo que não gostaria de ter notado. Minhas pernas estão enormes, minha barriga está querendo fugir de dentro das calças. Não sei se o espelho que está alterado, se minha mente continua alterada ou se realmente estou desse jeito. Também não sei se o 'desse jeito', que em minha cabeça é extremamente fora de um padrão de normalidade, está realmente em situação crítica.
Depois de tanto confundir minha mente com ideias idiotas, já não consigo identificar mais as formas como elas são. O que são pessoas gordas e magras para mim já não faz sentido. Não sei definir, não sei classificar.
Porém, tudo o que consigo pensar agora é em como eu fui fraca, preguiçosa e indisciplinada. Se esse acúmulo de gordura excessivo em meu corpo existe, a culpa foi só minha. No momento, é só isso que sinto.

Superficial? Nem tanto. Quem é feliz quando não gosta de si mesmo?

Um comentário: